Qualidade de vida, conforto, bem-estar e segurança. Quem faz a opção de morar em condomínios, sejam eles verticais ou horizontais, normalmente toma esta decisão baseada nesses parâmetros sociais. Mas sempre dando importância e destaque especiais à questão da segurança em seus diferentes aspectos: pessoal, econômica, patrimonial e sanitária. Neste último caso, está embutida a certeza do fornecimento de água tratada e segura para o consumo humano.

Condomínios horizontais ou prédios demandam grandes volumes de água de qualidade para uma série de necessidades, que vão desde o abastecimento de suas unidades (casas ou apartamentos) até a utilização em áreas sociais, jardins, piscinas, bebedouros, sanitários e outros pontos de fornecimento. A água tratada é um insumo essencial para os condomínios.

De acordo com dados do Instituto Trata Brasil, entidade que desenvolve ações em prol da universalização do saneamento básico e da proteção dos recursos hídricos, 83,62 % dos brasileiros são atendidos por sistemas de abastecimento de água tratada. E provavelmente todos os condomínios estejam conectados a redes de fornecimento de água, que são administradas por empresas estatais ou autarquias.

Na teoria, então, a água potável não seria um problema para a população que reside em condomínios. Mas na prática não é bem assim, já que nem sempre a água que percorre as tubulações das redes de abastecimento e chega às torneiras e chuveiros das residências apresenta boas condições físicas, químicas e biológicas.

Embora seja tratada e, portanto, considerada potável, a água de fornecimento público pode conter impurezas indesejáveis e prejudiciais à saúde humana. Isso ocorre porque durante os processos de captação, tratamento e distribuição da água – que são realizados por meio de sistemas de tubulação, bombas, válvulas, filtros, reservatórios e outros equipamentos hidráulicos – eventualmente surgem substâncias orgânicas, sedimentos e outros resíduos que são transportados pela água através dos canos.

A água proveniente da rede de distribuição pode ser contaminada por uma série de causas: vazamentos, trincas em adutoras, ferrugem, acúmulo de lodo, incrustações, descarga de poluentes em mananciais, problemas técnicos na Estação de Tratamento de Água (ETA), complicações durante os serviços de manutenção, dosagem errada de produtos químicos na fase de tratamento e outros fatores que comprometem a potabilidade da água.

Danos à saúde e ao bolso

Todos esses agentes contaminantes, ocasionalmente podem desencadear problemas de saúde nas pessoas que consomem esse tipo de água – com suas propriedades naturais comprometidas – em atividades diárias como banhos, escovação de dentes, higienização de alimentos, louças e utensílios, lavagem de roupas e outras ações.

Nem mesmo a água que bebemos para matar a sede, proveniente de galões de água mineral e de purificadores, está totalmente imune de impurezas.

Barreira de Filtração e Tratamento da Água

Para a garantia da oferta de água confiável e de qualidade, a solução definitiva para condomínios é o Filtro de Água Central. Instalado após o ponto de conexão da rede de abastecimento, esse tipo de equipamento – que é construído em estrutura de aço inox – atua como uma eficaz barreira contra todos esses elementos nocivos à saúde. Depois de tratada e filtrada, a água então é distribuída para todos os pontos de saída de água.

Com a extração de impurezas, outro benefício gerado pelo Filtro de Água Central é a preservação do mecanismo hidráulico (encanamento, registros, caixas d’água e outros dispositivos) e de equipamentos como máquinas de lavar (roupa e louça), chuveiros, torneiras e bebedouros, que também podem ser danificados pela presença de resíduos na água.

As vantagens de um Filtro Central

  • oferta contínua de água potável, segura e livre de impurezas;
  • remoção de sedimentos, partículas orgânicas e outros resíduos;
  • aumento da vida útil de torneiras, registros, válvulas;
  • diminuição da frequência da limpeza da caixa d’água;
  • dispensa as manutenções frequentes
  • funciona sem a utilização de energia elétrica
  • equipado com o recurso de retrolavagem
  • adaptável conforme o volume de vazão do condomínio
  • oferece excelente relação custo x benefício
  • conformidade com normas técnicas e legislações ambientais

Saiba mais sobre o Filtro de Água Central

Consulte a equipe da FUSATI Filtros, conheça a linha completa de produtos da empresa e descubra o Tratamento e água e/ou esgoto ideal que atende às necessidades específicas do seu condomínio.

Fonte Imagem: FUSATI. Tratamento de água em condomínio de Jundiaí

Sumário
Filtro Central: Água Tratada e Segura Para Condomínios
Nome do Artigo
Filtro Central: Água Tratada e Segura Para Condomínios
Descrição
Condomínios demandam grandes volumes de água de qualidade para uma série de necessidades, que vão desde o abastecimento de suas unidades (casas ou apartamentos) até a utilização em áreas sociais, jardins, piscinas, bebedouros, sanitários e outros pontos de fornecimento. A água tratada é um insumo essencial para os condomínios.
Autor
Publicado por
Grupo FUSATI
Marca
Podemos ajudar! Fale com um especialista em Tratamento e Filtros de Água.