Problemas com o fornecimento de água pública, crises hídricas, poluição dos mananciais e a presença de fatores contaminantes na água são aspectos que reforçam, a cada dia, a importância do tratamento preventivo de água residencial.

A água potável é um bem imprescindível para a manutenção da saúde e do bem-estar das pessoas. Mas este recurso essencial à vida humana está cada vez mais ameaçado por fatores climáticos, escassez, poluição e complicações no processo de tratamento da água.

Tudo isso, naturalmente aumenta a nossa preocupação em relação à água que consumimos em casa.

Afinal, no ambiente doméstico a água potável – e devidamente tratada! – garante a saúde das famílias, oferecendo segurança sanitária para necessidades como ingestão, cozimento de alimentos e higiene pessoal (banhos, escovação de dentes, lavagem das mãos e outras ações).

Risco na Água Tratada

Até mesmo a água tratada e distribuída nas cidades pode conter substâncias contaminantes e nocivas à saúde.

Num estudo realizado recentemente na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), pesquisadores desenvolveram um método capaz de identificar a presença de uma substância de potencial cancerígeno na água, a N-nitrosodimetilamina (NDMA).

Saiba mais aqui: https://link.springer.com/article/10.1007/s11356-021-12998-4

A NDMA é um tipo de nitrosamina, substância química gerada a partir de nitritos e aminas. Ela é encontrada na água e em alguns alimentos.

Em baixas quantidades a NDMA não provoca danos à saúde humana. Contudo, em concentrações mais elevadas ela é considerada um composto químico cancerígeno. E eventualmente, esta substância figura como um contaminante aquático formado durante o processo de higienização de água nas Estações de Tratamento de Água (ETA).

Trocando em miúdos, as nitrosaminas se formam durante o tratamento de água Isso ocorre, principalmente, devido à “trombada” entre determinados tipos de desinfetantes e substâncias presentes na matéria orgânica.

Devido a esse risco, a Portaria Nº 888 do Ministério da Saúde , de 4 de maio de 2021, que dispõe sobre “os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade”, estabelece que o valor máximo permitido de N-nitrosodimetilamina (NDMA) na água consumida no país deve ser de 0,0001 mg/L.

O método apresentado na pesquisa – que foi conduzida pela equipe do Laboratório de Química Ambiental (LQA), do Instituto de Química da Unicamp – provou eficácia na identificação de sete nitrosaminas durante o tratamento de água de abastecimento público.

Segundo o estudo, a NDMA foi a nitrosamina mais prevalente, com ocorrência em 89% das amostras coletadas. Além disso, a NDMA apresentou o maior nível de concentração, equivalente a 67 ng L−1, em comparação a outras seis nitrosaminas identificadas no trabalho científico.  

Prevenção Residencial: Filtro Central

Obviamente, o controle da presença da N-nitrosodimetilamina (NDMA) e de outras nitrosaminas na água é uma responsabilidade das autoridades sanitárias e de nossos gestores hídricos. Afinal, são eles que devem assegurar a análise das águas, a correção de parâmetros inadequados e o fornecimento de água potável e sem riscos à população.

Naturalmente, essa missão sanitária também conta com o suporte de estudos científicos (a exemplo da pesquisa citada, da Unicamp) para embasar decisões e o estabelecimento de padrões e níveis seguros de potabilidade.

Porém, na esfera doméstica também há outras ameaças presentes na água – substâncias contaminantes, orgânicas e inorgânicas – que logicamente precisam ser eliminadas. Ou seja, é fundamental o cuidado com a qualidade da água que nós e nossas famílias consumimos.

E no espaço residencial, a melhor escolha em termos de prevenção e fornecimento de água cristalina e segura é um Filtro de Água Central FUSATI.

Não é por acaso que a linha de Filtros Centrais com a fabricados pela FUSATI – empresa nacional instalada no município de Piracicaba (SP) – faz parte da rotina de mais de 50 mil clientes no Brasil, que optaram pela qualidade, tecnologia, credibilidade e vantagens operacionais de nossos produtos.

Vantagens do Filtro Central FUSATI

O sucesso dos Filtros de Água da FUSATI deve-se ao seu pacote de vantagens estruturais, sanitárias, operacionais e econômicas.

Construídos em aço inoxidável (inox 304 e inox 316), são aparelhos robustos e resistentes às diferentes condições climáticas. Essa blindagem metálica é ideal para garantir a sua integridade estrutural, pois são aparelhos geralmente instalados em áreas externas.

Cabe observar que o Filtro de Água Central FUSATI é um dispositivo do tipo POE (ponto de entrada). Isso porque ele trabalha conectado à entrada da rede de água, após o hidrômetro do imóvel residencial, condominial, comercial ou mesmo industrial.

Instalado dessa forma, o Filtro Central FUSATI executa a filtração de toda a água que ingressa no imóvel, garantindo o fornecimento de água tratada para a caixa d’água e todos os pontos de saída de água – torneiras, registros, válvulas, chuveiros, máquinas de lavar, purificadores, bebedouros e outros dispositivos.

Benefícios dos Filtros de Água FUSATI. Não Consome Energia Elétrica, 5 anos da vida útil do elemento filtrante, Retrolavável, Estrutura em Aço Inox 304.

O recurso da retrolavagem é outro importante diferencial dos Filtros FUSATI. Quando acionada, a retrolavagem – ou a reversão do fluxo de água – promove a limpeza do elemento filtrante, estendendo a vida útil e a eficiência das sete camadas de quartzo que atuam na purificação da água.

Por falar em economia, não custa lembrar que os Filtros Centrais FUSATI operam 24 horas por dia sem energia elétrica (processo de filtragem natural).

Alto Poder de Higienização e Tratamento

Mas o principal mérito de um Filtro de Água Central FUSATI é mesmo o seu produto final: a água 100% potável e filtrada pelas sete camadas de quartzo.

Acredite, esse eficaz sistema de higienização da água é capaz de remover micropartículas em suspensão com dimensões entre 5 e 15 mícrons (μm). Isso corresponde a resíduos com o diâmetro de um fio de cabelo.

Essa potência sanitária é executada e norteada pelos padrões de potabilidade previstos na Portaria Nº 888 do Ministério da Saúde.

A fabricação dos Filtros FUSATI ocorre em absoluta conformidade com a norma NBR 16098:2012,da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) – norma que “estabelece os requisitos mínimos e os métodos de ensaios para os aparelhos para melhoria da qualidade da água potável, de acordo com a legislação em vigor, para consumo humano”.

Como um todo, a excelência dos produtos FUSATI é endossada por Certificados do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que atestam a segurança, a qualidade e a alta performance de nossos aparelhos de filtragem e tratamento de água.

Fale com a gente!

Consulte a FUSATI

Telefone/WhatsApp: (19) 3301-6660

Sumário
Nome do Artigo
Tratamento Preventivo de Água Residencial
Descrição
Problemas com o fornecimento de água pública, crises hídricas, poluição dos mananciais e a presença de fatores contaminantes na água são aspectos que reforçam, a cada dia, a importância do tratamento preventivo de água residencial.
Autor
Publicado por
FUSATI
Marca
Podemos ajudar! Fale com um especialista em Tratamento e Filtros de Água.